Opinião

As tias das escolas, memoráveis cuidadoras

Falam em função específica de Orientadores. Tecnicamente até pode ser, mas desde sempre essas pessoas, na prática, é que cuidam das crianças em suas movimentações internas. E cuidam bem, diga-se. Talvez esteja pegando o detalhe de instituir gratificação para mais uma função, quando a folha de pagamento já compromete tanto o orçamento municipal. Mas é só. Não há o que discutir quanto à realidade dos cuidados dessas pessoas em relação aos alunos. Elas o fazem desde sempre, esteja ou não estabelecido em lei, esteja ou não previsto por regras nada rígidas.

Leia opiniões sobre outros assuntos.

Últimas notícias

Habilitadas candidatas à gestão do Ruth Cardoso

19/01/2018

A intenção do governo municipal é que todo o sistema de atendimento (HMRC, PA da Barra e futuro PA das Nações) seja atendido pelas ONGs. Vai dar panos pras mangas. Se der chabu ou encrenca pelo meio do caminho, arromba tudo de uma vez.

A ideia da roda e a polêmica pauta extraordinária da Câmara

18/01/2018

A Câmara de Vereadores terá reunião extraordinária na terça, 23, a partir de 14 horas, segundo convocação decidida na tarde desta quarta-feira. O objetivo da convocação pelo prefeito é discutir o reajuste do funcionalismo, de modo a garantir a inclusão do percentual ainda na folha de janeiro. Outras matérias enviadas foram desqualificadas pelos vereadores, inclusive da base.

Temporada de mar impróprio

17/01/2018

Este fenômeno de mar impróprio por tanto tempo é raro, mesmo em épocas complicadas - ou seja, três análises de impropriedade nos mesmos pontos, sucessivamente, feitas em período de chuva (que amplia as chances de poluição do mar) ou não.

Camboriú decreta Emergência

16/01/2018

Se o decreto for homologado pela Defesa Civil Estadual, pessoas atingidas poderão sacar o FGTS e o município irá receber ajuda humanitária do Governo do Estado. Ao todo, 108 ruas foram atingidas gravemente e outras 73 afetadas com menor intensidade.

Perda de mandato automática para parlamentares condenados na Ficha Limpa

16/01/2018

Atualmente, um deputado ou senador que seja alvo de condenação criminal só perde o mandato se o Plenário da respectiva casa legislativa decidir cassá-lo. Caso contrário ele continua no cargo, mesmo se vier a ser preso em consequência da condenação.

Conteúdo mínimo para ensino médio, inclusive Libras

16/01/2018

A proposta (PEC 48/2007) que trata do assunto está pronta para ser votada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Hoje, a Constituição determina um conteúdo mínimo fixo apenas para o ensino fundamental. A iniciativa é do senador Cristovam Buarque (PDT-DF).

Ver todas as notícias