Opinião

Fake news: punições, ameaças e caça às bruxas

se houve anomalias denunciadas por eleitores, tanto na ata da urna quanto em boletins registrados na polícia sobre presumíveis defeitos na hora de fechar o voto e se isto chegou à imprensa com testemunhos pessoais em casos diretos e identificados, inexiste a figura do fake news. Apenas notícia. Porque ninguém inventou nada. Num segundo ponto, o cidadão colocar dúvida na absoluta lisura técnica das urnas é um direito. Fica complicado alguém acreditar num sistema completamente seguro. Nenhum é. No caso da urna, na colocação dos dados. Afirmar que é um insulto punível duvidar da honestidade deste ou daquele, sem que se tenha nominado ninguém, é pouco. Fosse assim, far-se-ia silêncio total nas mídias, numa censura que só ditaduras fechadas praticam. Como, por sinal, estão sugerindo fazer - e não é bem o pessoal que chamam de reacionário e retrógrado.  Ao final, puna-se quem realmente tenha cometido o crime de calúnia, injúria ou difamação. Na real. Isto é fácil de constatar. Como disse o presidente do TRE, a Internet deixa rastros indeléveis. O medo é da caça às bruxas, pois as definições e punições são subjetivas, na interpretação fria da lei. Que pode ir pra qualquer lado, dentro das suas nuanças imperfeitas.

Leia opiniões sobre outros assuntos.

Últimas notícias

Senador propõe eleições sem fuso horário

19/10/2018

Foi apresentado no Senado projeto de lei que estabelece um horário único para recebimento de votos em todo o território nacional. Do senador Raimundo Lira (PSD-PB), o PLS 400/2018 estabelece que os votos nas eleições brasileiras ocorrerão das 8h às 17h no horário oficial de Brasília, sem levar em conta os fusos horários brasileiros.

Segundo turno: a neutralidade impossível

18/10/2018

Almir Pazzianotto Pinto, ex-ministro do Trabalho e ex-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, falou sobre a escolha entre PT e Bolsonaro. Uma opinião de quem conhece e vivenciou tudo de muito perto. Conta detalhes interessantes e desconhecidos da maioria, tanto os a favor como os do contra.

O cerco extemporâneo aos catadores

18/10/2018

Uma pergunta incomoda: quais os transtornos, ao longo de todo este tempo (10 anos), que os catadores causaram, na real, que ônibus inconvenientes, betoneiras, carros-fortes, bondindinhos, caçambas de entulhos, não tenham causado e continuam causando na circulação da cidade? Afinal, são dez anos de espera...

Aliado detona Merísio na imprensa

18/10/2018

É Júlio Garcia. Ex-Conselheiro do Tribunal de Contas foi o deputado mais votado da coligação de Merísio. Mas fez campanha independente e não aceitou fundo partidário. E vai mais longe: evoca o nome do Comandante Moisés como o ideal, em nome da renovação na política.

Suposto estelionato em Bombinhas

18/10/2018

Nesta quarta-feira, 17, espalhou-se rapidamente nas redes sociais em Bombinhas a informação de que dois homens visitavam comércios da cidade oferecendo anúncios em canais de TV, dizendo estarem acordados com o governo municipal. O caso está sob investigação.

Ibope: Bolsonaro lidera em todos os segmentos

17/10/2018

O candidato do PSL vence entre homens, entre mulheres e em todas as faixas etárias. Há preferência também entre brancos, pretos e pardos. A estratégia de Bolsonaro envolve segurança pública, preocupação com as mulheres, contra ideologia de gênero, descriminalização de aborto e consumo de drogas.

Ver todas as notícias