Saudades do Piriquito?

O Sindicato dos Servidores Públicos de Balneário Camboriú está convocando Assembleia Geral Extraordinária para o dia 17 de julho para discutir com associados 10 itens. Dentre eles, a proposta de negociação salarial, a ocorrência de exonerações sem motivação e prática de assédio moral contra servidores, funcionários em desvio de função. Um dos itens, o segundo, chama a atenção especialmente: "Deliberação sobre a retirada de benefícios, tais como: corte do leite fornecido diariamente aos servidores da Secretaria de Obras, o corte da chamada "Diária da Vala" (para os trabalhadores braçais) e a suspensão do pagamento de 1/3 de férias e licença prêmio". 

O pouco alarde público até aqui nem chegou perto do que possa significar perda de direitos. Ninguém quer mais direitos, só manter os existentes. Antes disso, seria necessário a prefeitura explicar a razão pela qual haveriam esses cortes e retirada de direitos consagrados. Somente economia não explica, pois outras despesas estão sendo aceleradas, o quadro de servidores comissionados não reduziu uma vírgula (como prometido solene e publicamente em campanha eleitoral) - em alguns casos até aumentou.

Apenas seis meses de governo, dizem, não é tempo suficiente para realizar obras e serviços. Para retirar direitos, sim. Muitos já confessam saudades do Piriquito.