N.S. Aparecida: a fé em baixa?

GLOBO

Afastamento de parlamentar precisa de aval do Congresso

Com o voto da ministra Cármen Lúcia, um dividido Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 a 5, que o Congresso precisa dar aval a medidas cautelares que afetem o exercício do mandato parlamentar. O Judiciário tem competência para determinar a medida cautelar, mas, se isso interferir no mandato, o Congresso tem a palavra final. O resultado terá repercussão direta sobre o caso do senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado do mandato desde 26 setembro pela 1ª Turma do STF e posto em recolhimento noturno. Terça-feira, os senadores deverão decidir se mantêm ou não o afastamento do tucano.

TCU ordena bloqueio de bens de Dilma

O TCU determinou o bloqueio, por um ano, dos bens da ex-presidente Dilma Rousseff, do ex-ministro Antônio Palocci e do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli. O motivo são os prejuízos na compra da refinaria de Pasadena, no Texas, estimados em US$ 580,4 milhões. Também foram bloqueados os bens dos outros integrantes do conselho de administração da Petrobras na época da compra, em 2006.

ESTADÃO

Ameaça de Maia de ignorar MPs põe em risco R$ 17 bilhões

A ameaça do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de não mais pautar medidas provisórias do governo Michel Temer no plenário coloca em risco ações já anunciadas que teriam efeito fiscal positivo de R$ 17,375 bilhões em 2018. O levantamento leva em conta medidas para aumentar a arrecadação e reduzir despesas. O atraso das votações pode exigir medidas adicionais para evitar o descumprimento da meta fiscal.

'Vão me entregar à morte'

Entrevista - Cesare Battisti, ITALIANO ASILADO NO BRASIL

Enquanto o presidente Michel Temer espera parecer da Subchefia de Assuntos Jurídicos para decidir sobre a extradição de Cesare Battisti, o italiano vive numa casa emprestada por um amigo em Cananeia, no litoral de São Paulo. Condenado à prisão perpétua na Itália pelo assassinato de quatro pessoas – que ele nega –, Battisti diz a Ricardo Galhardo que a extradição equivale a uma pena de morte: “Não sabemos em que se baseia o gabinete jurídico da Presidência para que eu possa ser extraditado. Não sei se o Brasil vai querer se manchar sabendo que o governo e a mídia criaram este monstro na Itália. Vão me entregar à morte”.

FOLHA

Procurador acusa advogado de traí-lo ao defender Joesley

O procurador afastado Angelo Vilella apresentou notícia-crime contra o advogado Pierpaolo Bottini por renunciar à sua defesa para atender Joesley Batista, que o delatou. Ele acusa Bottini de usar informações confidenciadas em favor do empresário. O advogado nega.

Privatizações de Doria em SP devem poupar R$ 576 milhões

A gestão João Doria (PSDB) projeta economia anual de ao menos R$ 576 milhões com seu programa de privatizações em SP. O valor representa pouco mais de 10% dos R$ 5,5 bilhões que a prefeitura planeja investir em 2018. As primeiras desestatizações do plano, que inclui o estádio do Pacaembu e o Bilhete Único, devem ocorrer no início do ano.

Brasil menos devoto celebra Aparecida hoje

Os 300 anos de adoração à padroeira Nossa Senhora Aparecida são lembrados, hoje, em um país cada vez menos devoto a santos. O número de pessoas que cultuam figuras tidas como sacras para o catolicismo caiu de 49% para 38% na última década, segundo o Datafolha. Entre os que adoram os santos, Aparecida é a preferida.

Nuzman renuncia à presidência do COB após 22 anos

Carlos Arthur Nuzman renunciou nesta quarta (11) à presidência do COB (Comitê Olímpico do Brasil), cargo que ocupou por 22 anos. O cartola está preso há uma semana, acusado de participar de um esquema de compra de votos para eleger o Rio como sede da Olimpíada de 2016.