Cadastramento biométrico no final do prazo

Algo em torno de 1.200 atendimentos por dia no Cartório Eleitoral para a biometria obrigatória, em Balneário Camboriú. Nesses derradeiros dias do prazo fatal (7 de dezembro, com agendamento), a fila é grande. Como sempre, brasileiros deixam para a última hora. Não tinham tempos antes, com folga, agora são obrigados a ter. Merecem estudos da Nasa.

Quem não se recadastrar terá o título de eleitor cancelado e será impedido de tirar passaporte, receber aposentadoria ou pensão paga pelo governo federal, fazer matrícula em instituição de ensino superior, tomar posse em cargo público, além de outros impedimentos. 

Haverá uma nova oportunidade de cadastramento biométrico em fevereiro, mas até lá o título ficará cancelado, com as inconveniências acima.