Meio milhão de alunos voltam às aulas nas escolas estaduais

Cerca de 501 mil estudantes da rede estadual iniciam as aulas na próxima quinta-feira, 15. Para apresentar as ações e os programas que serão executados durante o ano, o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, falou à imprensa em entrevista coletiva. 

“De maneira geral nossas escolas estão prontas para receber os mais de 500 mil alunos. Trabalhamos para isso desde novembro com o planejamento necessário para que estivesse tudo certo. Temos problemas pontuais, mas nada que possa prejudicar a aprendizagem dos alunos, pois se não tiverem aula em um dia, esta certamente será reposta”, explica Deschamps.

O foco da coletiva foram as três áreas de atuação da Educação: Pedagógica, Infraestrutura e Gestão.  Na área Pedagógica, destaque para a continuidade do Ensino Médio Integral em Tempo Integral ofertado este ano em 30 escolas, sendo 13 com oferta para a  1ª e 2ª série, e 17, que iniciam o programa este ano, ofertarão apenas a 1ª série. A novidade desta área é o primeiro Ciclo de Avaliação do Ensino Médio da Rede Estadual, que irá avaliar 11.600 estudantes matriculados na primeira série do Ensino Médio, em 126 escolas estaduais. O objetivo é monitorar os programas em desenvolvimento e resultados para o planejamento de políticas e ações estratégicas voltadas à melhoria da qualidade do ensino.  A 1ª etapa está prevista para março, com a avaliação.

A Secretaria aderiu este mês o Programa Mais Alfabetização, que visa fortalecer e apoiar as escolas no processo de alfabetização dos estudantes matriculados nos 1º e 2º anos iniciais do ensino fundamental. “Aderimos ao programa e agora as escolas estão fazendo a sua adesão, caso queiram. A partir daí serão contratados aos profissionais para atuarem nas escolas”, explica Deschamps.

A Tecnologia Educacional também estará em evidência este ano. Em consonância com as metas do Plano de Inovação e Tecnologia Educacional de Santa Catarina (PEITE/SC), estão sendo adquiridos, por meio de registro de preço, com investimento de R$ 96,5 milhões, diversos equipamentos para todas as escolas, como: computadores, notebooks, tablets, lousas digitais, televisores, projetores entre outros, que serão entregues durante o ano. 

“Vamos revitalizar e modernizar nosso parque tecnológico. Nossos alunos merecem trabalhar com o que há de melhor em tecnologia e estamos atuando para isso. O aumento da velocidade de internet da Rede de Governo também está em andamento e teremos muitos ganhos para todas as escolas da rede”, afirma o secretário destacando o compromisso da SED. Sobre conectividade o foco é na conexão de 100Mbps para 100 escolas, as escolas do EMIEP, EMITI e EMI que receberão 30Mbps, e as 370 escolas que passarão a trabalhar com 10Mbps.

Ainda em tecnologia, os aplicativos Professor e Estudante Online receberão diversas melhorias e funcionalidades, inclusive com acessibilidade para deficientes visuais. Após o projeto piloto, que beneficiou 7.353 alunos da Capital, a expectativa é disponibilizar a matrícula online para toda as escolas do Estado.