Um conflito de trânsito à vista? Ou não?

Louvamos toda e qualquer iniciativa de ampliar nosso desenvolvimento, mas dizer que uma Delegacia, um Shopping, um Terminal Urbano e uma grande loja de departamentos (Havan) ou a sede administrativa da prefeitura ou algo maior ou do tipo ao redor de uma bifurcação de avenidas principais (Flores, Estado e Quarta), acessadíssimas dentro e fora da temporada não vá impactar de forma excitante no trânsito é querer impor teoria insustentável. Ainda que se ergam elevados, túneis e o que mais quiserem. O que vale é o volume de trânsito, a capacidade de estacionamento em época de "rush" e o cada vez mais numeroso número de veículos licenciados e os usuários não licenciados aqui. Coisa perto de 100 mil veículos.

Não dá para ficar desejando omissão ao desenvolvimento, mas é preciso muita consciência. Muitos dos que reclamaram do cartório (também nas proximidades) e da delegacia, não reclamam do resto. Há sinceridade nisso?