A deseducação do trânsito

Nota sobre sinalização de trânsito:

A dica do Fundo Municipal de Trânsito (FUMTRAN), desta terça-feira (06), explica a diferença entre as duas placas que falam sobre estacionamento. A primeira placa de regulamentação, com as duas faixas vermelhas, refere-se à proibição de parar e estacionar e a proibição de embarque e desembarque com seu veículo no local em que ela estiver implantada. A segunda, que possui só uma faixa do lado esquerdo, determina que é proibido estacionar no local, mas é permitido o embarque e o desembarque.

Importante ressaltar que de acordo com o Manual Brasileiro de Sinalização, não há necessidade dessas placas estarem colocadas no início e no fim do trecho, pois podem causar poluição visual e muitas vezes confundir os motoristas. Portanto, a sinalização tem validade ao longo do trecho da via que está sinalizada.

Os condutores devem ficar atentos e respeitar o Código de Trânsito Brasileiro. Quem estacionar em desacordo com a regulamentação especificada pela sinalização, acumulará cinco pontos na sua CNH, e precisará desembolsar o valor de R$195,23, estando ainda sujeito à medida administrativa de remoção do veículo, de acordo com o Art. 181 do CTB, inciso XIX, que fala sobre estacionar em locais e horários de estacionamento e parada proibidos pela sinalização.


É correta a iniciativa do Fumtran. Estranha é a essência da questão: o motorista, em tese, passou por um Centro de Formação de Condutores, após testes de técnica, manuseio, conduta e conhecimentos de sinalização e ainda precisa ser ensinado quanto ao significado dos sinais? Infelizmente sim. É relevante, como dizem, a tal prática "educativa" - ou repassar ao condutor aquilo que é de sua obrigação saber, e sabe. E aí seria necessário, parece-nos mais urgente, ensinar as pessoas o uso das faixas de pedestres e ciclovias. Nesta cidade e em tantas outras é um desastre, tanto de parte dos caminhantes quanto dos motoristas. E resulta em vários acidentes diários. A principal recorrência é a deseducação, aquela intencional, a do "danem-se todos" enquanto "eu" achar que estou certo. Bom seria esticar esses ensinamentos quanto às outras regras estatuídas e desobedecidas todos os dias.