Solução drástica e necessária: vedar ligações clandestinas de esgoto

Nesta semana a Emasa começa a realizar a filmagem das redes e galerias pluviais para identificar ligações clandestinas e inadequadas de esgoto! Os casos identificados terão cinco dias para adequações, sujeitos a multa e ao lacre das ligações, caso não atendam. 

Grupo do Rio Marambaia, criado especialmente, acompanha a evolução de 20 itens:

1 Ações Concretas sobre os Resultados do Projeto Se Liga na Rede;
2 Execução do Emissário da Av. do Estado / Terceira Avenida;
3 Obras de Intervenção em pontos críticos da rede de esgoto do Rio Marambaia;
4 Limpeza da parte Aberta do Rio Marambaia;
5 Limpeza da Parte Fechada do Canal do Rio Marambaia;
6 Monitoramento da Qualidade da Água do Rio Marambaia e da Barra Norte;
7 Fiscalizar empresas nas margens do Rio Marambaia, potenciais poluidores;
8 Sistema de Aeração em 3 pontos do Rio Marambaia;
9 Retomar as margens (5m ou 10m do Rio Marambaia que foram tomados indevidamente; 
10 Bioremediação em pontos do Rio Marambaia;
11 Reabertura do Canal do Marambia que foi COBERTO indevidamente. Desde a Rua 2450;
12 Vídeo Inspeção e limpeza de 40 quilômetros de rede pluvial;
13 Sistema de Retenção de Sólidos Flutuantes (Log Boom);
14 Proteção de áreas expostas, para evitar o assoreamento. Ex. Estrada da Rainha;
15 Sedimentador na região do Bosque;
16 Programa de Comunicação da EMASA;
17 Projeto de Revitalização da Primeira parte do Rio Marambaia, prevista para 20 de julho de 2018;
18 Estudo de Instalar uma Estação de Tratamento de Esgoto no Rio Marambaia;
19 Identificação e Revisão do Sistema de Coleta e Tratamento da Rede de Esgoto;
20 Aplicar a metodologia do programa "Produtor de Água" para a bacia do Rio Marambaia.

Aqui, compreenda-se: o êxito desses 20 itens depende do que se enuncia no primeiro parágrafo: a detecção dos pontos clandestinos e irregulares de ligação de esgoto e a sua solução imediata.