Exigências da Autopista causam prejuízos a comerciantes

Comerciantes das marginais à BR 101, em Balneário Camboriú, estão sofrendo queda de vendas, por causa da imposição da Autopista e PRF de proibir o estacionamento nos espaços até aqui ocupados. São espaços vastos diante dos comércios, em que cabem perfeitamente os veículos, sobrando espaço em cima e embaixo para trânsito de pedestres. Mas Autopista e PRF decidiram que isso é um risco e vetaram os estacionamentos, alegando insegurança.

Insegurança de quê, se nunca houve ali registro de acidente ou incidentes de reclamações de pedestres sobre o espaço das calçadas com o estacionamento dos veículos? Até porque há espaço suficiente.

As lojas cuidaram de informar aos clientes com cartazes a nova restrição. A multa é de R$ 196,00. 

Este é um dos tantos abusos cometidos contra quem tem seus negócios às margens da BR 101 em toda a sua extensão. Há abusos cometidos em outras cidades. Esse pessoal tem a mania de ir decidindo sem conversar com ninguém e sem explicar nada. Ferram com empresários e comerciantes, muitos deles mantendo inúmeros empregados e sobrevivendo com suas próprias famílias do seu trabalho. E este tipo de atitude só prejudica. 

Pior ainda e ver nossos representantes quietos e parados. O que esta turma de bocas-moles está fazendo?