Número de acidentes cai nas rodovias federais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, em números preliminares, uma redução de 40% nos acidentes nas rodovias federais durante o feriado de Corpus Christi. Entre os dias 30 de maio e 03 de junho, a PRF executou ações de policiamento e fiscalização em trechos com maior ocorrência de acidentes.

A estratégia auxiliou na redução dos acidentes em todo o país em relação ao mesmo feriado no ano passado – em 2017, o número foi de 1.273 e em 2018, 765 destes registros.

Além da redução no número de acidentes, o Órgão também registrou redução da gravidade deles, com redução de 16% na quantidade de acidentes graves – onde se registra pelo menos um ferido grave ou um óbito – e de 28% em pessoas feridas em consequência de acidentes de trânsito em rodovias federais.

Acidentes graves  Pessoas feridas 
2017276 20171.326
2018233 2018958

Mortes – os acidentes também resultaram em 76 mortos nas rodovias federais, diminuição de 16% em relação aos 91 óbitos registrados no feriado de 2017.

Um dos focos da Operação Corpus Christi foi a fiscalização de alcoolemia. Nos cinco dias, a PRF realizou quase 20 mil testes – 19.598 testes, o que resultou em 494 autos de infração, número 49% menor do que os 966 do mesmo período de 2017.

Dados apontam 81.919 pessoas fiscalizadas em todo o Brasil durante este feriado. As fiscalizações também resultaram em 24 mil autuações de trânsito. Ao todo, 2.407 condutores foram autuados por ultrapassagens irregulares, outros 603 mil condutores foram flagrados pilotando motocicletas sem usar capacete de segurança.

A atuação da PRF não se restringiu a fiscalização de trânsito e as apreensões de drogas tiveram grandes resultados neste feriado, confira os números:

Apreensões

Maconha  – 6 toneladas;
Cocaína – 14 quilos;
Cigarros ilegais –  1.310.580 maços
Veículos recuperados – 84

Manifestações – durante os 11 dias que antecederam o período de feriado a Polícia Rodoviária Federal atuou para a normalização do fluxo de veículos em rodovias federais, bloqueadas por manifestações de caminhoneiros.

Atuando com o diálogo e negociação, a PRF foi parte fundamental do esquema especial que o Governo Federal montou para lidar com o movimento. Diversas ações resolutivas foram iniciadas para conseguir desobstruir as rodovias e, ao mesmo tempo, manter a fluidez do trânsito. O destaque ficou para as escoltas de comboios de caminhões e carretas para os mais diversos destinos.

Resultados em números – Ao final, foram realizadas 1.861 escoltas; foram escoltados 2.275 veículos e 38,7 milhões de litros de combustíveis; As viaturas da PRF rodaram 71 mil quilômetros realizando escoltas; 81 pessoas foram presas; mais de 350 apoios a usuários foram feitos; as aeronaves da PRF voaram 92 horas em missões de suporte e acompanhamento dos bloqueios e escoltas; 2.521 autos de infração foram extraídos; 112 ações de fiscalização de faixa de domínio da União foram executadas e houve 29 acionamentos dos grupos de ações de choque da PRF.

SANTA CATARINA

O número de mortes por acidente de trânsito durante o feriado de Corpus Christi caiu 57,1% este ano em Santa Catarina. 

Ao todo, agentes da PRF atenderam a 76 ocorrências com 73 feridos este ano, sendo que ano passado foram 143 acidente e 150 feridos. Ou seja, foi percebido uma redução de 46,9% nos acidentes e de 51,3% no montante de pessoas feridas durante o período que vai de quarta-feira, dia 30 de maio, até domingo, dia 3 de junho.

Operações Corpus Christi de anos anteriores nas rodovias federais de SC

2015: 253 acidentes, 146 feridos, 8 mortos
2016: 178 acidentes, 136 feridos, 13 mortos
2017: 143 acidentes, 150 feridos, 07 mortos
2018: 76 acidentes, 73 feridos, 3 mortos