Concessões: SC está dentro com obras de rodovias

Em reunião ocorrida na tarde desta segunda-feira (2), o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) incluiu mais 14 empreendimentos em seus projetos de concessões: o Ferroanel de São Paulo, a 5ª Rodada de Partilha do Pré-Sal, a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico),dez linhas de transmissão e trechos de rodovias federais em Santa Catarina. Esses projetos respondem por cerca de R$ 100 bilhões de investimentos, informou o ministro da Secretaria-Geral, Ronaldo Fonseca.

Além da inclusão de novos projetos, foram aprovados o Plano Nacional de Logística (PNL) e as definições da reestruturação para o setor ferroviário.

Segundo Ronaldo Fonseca, dos 175 projetos considerados prioritários no Programa de Parcerias de Investimentos, 95 empreendimentos já foram concluídos e vão gerar cerca de R$ 150 bilhões nos próximos anos. “Temos o desafio de entregar 80 empreendimentos ao longo deste ano que perfazem um volume de investimentos da ordem de R$ 136,4 bilhões”, acrescentou.

Em Santa Catarina

Em território catarinense, o objetivo do governo é repassar à iniciativa privada o trecho entre Navegantes até a divisa com o Rio Grande do Sul, na região de Campos Novos e também de Concórdia (Oeste de SC), contemplando as seguintes rodovias: BR-470 (357 km), BR-282 (98 km) e BR-153 (60 km). Esse trecho liga o Porto de Itajaí à Argentina, sendo um corredor para escoamento de mercadorias do Mercosul e a ligação dos turistas do interior de Santa Catarina e dos argentinos, ao litoral catarinense.

O segmento intercepta mais de 20 municípios. Com a execução do projeto pretende-se ampliar a capacidade da via, reduzindo o custo do transporte e o tempo de viagem entre o leste e o oeste do Estado de Santa Catarina, e a ligação do Porto de Itajaí ao interior do Estado e países do Mercosul.