E o Rio Peroba, afinal, continua poluído e poluente

Verdade seja dita: nenhum governo deu ao Rio Peroba, ao Canal Marambaia e ao Rio Camboriú - e sequer à ação safada de poluidores ao longo dos tempos -, a atenção devida. Com isso, nosso saneamento vai mostrando deficiências graves e consequências criminosas.

A cidade definha ante tudo isso e as discussões de bem intencionados morrem no encontro com o muro da indiferença e das movimentações de pouca relevância ou apenas surgidas de puras demagogias. 

Em 28 de janeiro de 2017, na largada do seu mandato, Fabrício Oliveira prometeu o que outros prometeram. E também não cumpriu. 

O Rio Peroba, segundo ele, seria dragado e saneado. Nem uma coisa e nem outra até agora. 

Estivemos lá e gravamos um curtíssimo registro: