Procurador Geral Alberton pede demissão

O procurador-geral da Prefeitura de Balneário Camboriú, José Galvani Alberton, pediu seu desligamento do comando da Procuradoria Jurídica do Município. Alberton justificou o pedido pela necessidade de passar mais tempo com a família. Em fevereiro do ano passado, ele se aposentou com 39 anos de serviços prestados ao Ministério Público catarinense.

Alberton ingressou no Governo em março de 2017 e fez um trabalho de reestruturação do setor que potencializou a Procuradoria de Balneário Camboriú por meio da aplicação de tecnologia na rotina de trabalho. No período em que respondeu pela pasta, houve investimentos na automatização de várias tarefas. “Os processos foram automatizados e isso resultou na agilidade em que os procedimentos ocorrem, principalmente o ajuizamento de processo de execução fiscal e no recebimento de intimações eletrônicas do poder judiciário. Esse caminho era percorrido de forma manual e hoje isso ocorre de forma automatizada”, disse o prefeito Fabrício Oliveira. Para o prefeito, as contribuições deixadas pelo ex-procurador são inúmeras. “Foi uma honra ter uma pessoa da capacidade e reconhecimento do Dr. Alberton em nosso Governo”, concluiu.

O ex-procurador agradeceu a oportunidade de participar da gestão e se colocou à disposição do prefeito para continuar contribuindo de forma consultiva. Em carta, entregue por ele ao prefeito, registra o apreço a Fabrício, “Não posso ignorar a dimensão dos desafios e das dificuldades que precisas superar. Mas saio convicto da vitória da tua administração, porque ela será guiada do vigor do teu ideal e pela grandeza dos princípios e valores que iluminam o teu caminho – fios condutores que te ligam a Deus”, dizia trecho da carta. Será nomeado, interinamente o advogado Diego Montibeler, que atualmente ocupa a função de subprocurador.