A saga do Centro de Eventos, ainda

Para tratar da conclusão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú, a Administração Municipal reuniu, na manhã desta quarta-feira (09), representantes de Secretarias Municipais, como Turismo, Obras, Planejamento e Saúde,  Emasa,  Celesc, Corpo de Bombeiros e a engenheira responsável da obra. A reunião ocorreu no Centro de Eventos.

O objetivo foi discutir os principais motivos do atraso do funcionamento do local. Sugeriu-se um checklist das licitações pendentes, encaminhando-se o resultado ao governador Carlos Moises da Silva.

"Estamos levantando tudo o que ficou pendente e já solicitei a reunião com o novo governador para acelerar a abertura do Centro de Eventos", diz o prefeito.

Segundo a engenheira da obra, Ana Moser, há urgência para a ligação de água do local. Com essa mudança feita, as demais licenças serão aceleradas. Entretanto, ainda há uma lista de itens que foram licitados, motivando o atraso na conclusão definitiva da obra.

Conforme a Secretaria de Estado de Turismo Cultura e Esporte (SOL), a Centro está 95,44% concluído em sua obra física; os outros 5% decorrem da instalação de divisórias, climatização e elevadores. Outros equipamentos também inexistem, como cancelas, grades, catracas e controle de acesso por automação.

O Secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Balneário Camboriú, Miro Teixeira, diz estar preocupado com a conclusão da obra. “É de extrema importância definir os últimos acabamentos do Centro de Eventos para colocá-lo em funcionamento. O prejuízo do atraso na obra reflete na economia da cidade e do próprio Estado ”, comenta.

O Centro de Eventos iniciou a construção em 2015, com recursos municipais, estaduais e federais. A discussão desta quarta-feira também envolveu liberação do habite-se, o que só será possível após concluídas todas as pendências.

Localizado em frente ao Zoológico, às margens da BR 101, o Centro de Eventos será um dos maiores do Estado e o maior centro de convenções do sul do país, com capacidade para acomodar até 20 mil pessoas.

===

Esta página, repetidas vezes, em todas as fases de construção e prazos anunciados, levantou dúvidas sobre aspectos da obra. Houve, em meio ao processo, falsas euforias, tentativas exageradas de ganho político, desencontros de informações e complicações nas liberações de recursos. Mas o principal, depois de definidas todas as etapas e, finalmente, o Centro de Eventos estiver pronto e acabado para ser ativado, ainda não está assegurado: a sua gestão. Melhor não alimentar otimismos exagerados, novamente. Apesar das expectativas, do esforço e da imensa boa vontade de todos.