Operação Carnaval/Brasil: redução de acidentes e mortes

Drástica redução de acidentes, pessoas feridas e mortos nas rodovias federais

A Polícia Rodoviária Federal – PRF encerrou a Operação Carnaval 2019. O órgão intensificou a fiscalização em pontos estratégicos, principalmente nos estados de Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Bahia, que responderam por 40,66% do total de acidentes graves no carnaval de 2018. A Força Nacional também atuou em apoio à PRF durante todo o período carnavalesco no Rio de Janeiro. O número de acidentes diminuiu 24% em relação a 2018, 1.157 este ano contra 1.518 no anterior. As ultrapassagens irregulares também caíram em numa relação de 22%.

Foram seis dias de operação, entre 1 e 6 de março, com foco na fiscalização de embriaguez ao volante, excesso de velocidade e ultrapassagens proibidas. A ação foi mais uma etapa da Operação RodoVida 2018/2019.

Ficaram feridas, em consequência de acidentes, 1.464 pessoas contra 1.569 no ano passado – representando uma redução de 7%. A PRF também registrou queda no número de óbitos, 83 óbitos, contra 103 em 2018 – registro 19% menor.

Os agentes da PRF fiscalizaram 182.002 pessoas e 185.741 veículos, resultando em 63.313 autos de infração. Foram registrados 8.542 flagrantes de ultrapassagens indevidas, uma das maiores causas de colisões frontais.

Os flagrantes e autuações das outras condutas igualmente graves, que geram maior risco ao trânsito ou aumentam a possibilidade de consequências graves em caso de acidentes, apresentaram aumento em contraposição com dados de acidentes. Foram 5.206 autuações por falta do uso de cinto de segurança (13% a mais que no ano anterior). Ao todo, 68.153 motoristas foram submetidos aos testes de alcoolemia que resultaram em 1.959 autuações por embriaguez ao volante. No ano anterior foram realizados 52.585 testes que resultaram em 1.629 multas.

Ainda, foram registradas 1.040 pessoas pilotando motocicletas sem o uso de capacete, além de 846 crianças sendo transportadas sem os cuidados necessários, fatos que correspondem a um crescimento de 44% e 16%, respectivamente.

Criminalidade – Os esforços de combate ao crime culminaram em 956 kg de maconha retirados de circulação e quase 152 kg de cocaína apreendidos. Também foram apreendidas 23 armas de fogo, 699 munições e 121.650 maços de cigarro além da recuperação de 82 veículos e da prisão de 673 pessoas por diversos crimes.

Pacto mundial de combate à violência no trânsito – Sob o título de Década de Ação Pela Segurança no Trânsito 2011-2020, a ONU estabeleceu um pacto entre 192 países, incluindo o Brasil, que tem como missão reduzir em 50% o número de fatalidades no trânsito mundial.

Para conter e reverter a tendência crescente de fatalidades e ferimentos graves em acidentes no trânsito, a PRF direciona esforço estratégico de combate à violência no trânsito. Ações de educação e conscientização (Cinema Rodoviário) e a fiscalização de fatores que contribuem para aumentar o risco de acidentes (alcoolemia, excesso de velocidade, ultrapassagem irregular e equipamentos obrigatórios) são intensificadas, principalmente em períodos de maior tráfego nas estradas. As ações de conscientização e educação para o trânsito alcançaram 21.269 pessoas em todo país durante a Operação Carnaval 2019.

Com isso, a PRF segue rumo ao alcance da meta estabelecida para o período. Em 2010, foram registrados 183.456 acidentes e 8.623 óbitos nas rodovias federais. Em 2017, o número de acidentes foi de 89.318 e 6.244 óbitos, em 2018 já foram 69.114 acidentes e 5.259 óbitos. Vale ressaltar que somente entre 2014 e 2017 a frota de veículos no Brasil passou de 86.700.490 para 96.790.495, um aumento de 11,6%.