Onze imóveis interditados em Balneário Camboriú

Defesa Civil de Balneário Camboriú interditou 11 imóveis localizados na encosta do morro da Rua Hermógenes de Assis Feijó, no Bairro da Barra, sendo sete casas, três comércios e uma igreja. Foi recomendado aos proprietários que deixassem os imóveis imediatamente e determinado que, em até cinco dias, todos estejam desocupados.

A medida preventiva foi tomada, após laudo geológico apresentar risco iminente de deslizamento da morraria. No final de 2016 um deslizamento grande foi registrado no local. Em fevereiro de 2017, três casas foram interditadas, após visita de geólogos e engenheiros que apontou risco de novo deslizamento. Na ocasião, a Defesa Civil solicitou ao proprietário da morraria que realizasse estudos geológicos no local e posteriormente a contenção da área.

Os estudos foram concluídos e apresentados na terça-feira (12) à Secretaria de Segurança, Defesa Civil, Secretaria do Meio Ambiente e Procuradoria-geral do Município. Após analisarem os resultados dos estudos, que apontaram risco iminente de deslizamento, o Município optou pela interdição da área de forma preventiva.

A próxima etapa será a contenção, onde deverão ser feitos cortes de talude para conter o risco de deslizamento. A etapa inicial desta obra deve levar cerca de quatro meses, será executada pelo proprietário da morraria, e ainda não tem data definida para iniciar.