Prisão preventiva para advogado que matou mulher

O autor da morte da advogada Lucimara Stasiak ,em Balneário Camboriú, também advogado Paulo de Carvalho Souza, foi preso ontem, por volta de 18 horas e 30 minutos, após se entregar à polícia.

Nota da polícia a respeito:

Hoje, por volta das 18h 30, a Polícia Militar finalizou com sucesso a operação em que um homem de 42 anos ameaçou pular do 7° andar depois de assassinar a namorada de 30 anos à facadas. O casal de advogados residia à cerca de 6 meses no local, e a família da mulher estranhou a falta de contato dela desde quinta-feira da semana passada.

Foram mais de 20 horas de negociação até a rendição do feminicida e a retirada do corpo da vítima pelo IML.

A operação contou com a presença do BOPE, COBRA, guarnições de rádio-patrulha, agentes de trânsito e o SAMU.

O homem apresentava autolesões por faca no braço e não possuía boletim de ocorrência em seu desfavor registrado no Estado. Foi atendido pelo SAMU e encaminhado para os procedimentos cabíveis.

O delegado, seguindo a cartilha legal, foi obrigado a estipular fiança pelo crime de ocultação de cadáver (R$ 50 mil), por ser crime de pena inferior a quatro anos. Como ele não tinha o dinheiro para pagar foi preso.

Pelo crime de homicídio não houve flagrante, porque a morte se deu na quinta-feira da semana passada. Então o delegado instaurou inquérito e pediu a prisão preventiva, concedida pela Justiça.

Vídeo do momento da instauração do inquérito, na delegacia de Comarca.