Rizicultores e Emasa entram em acordo sobre água no verão

Emasa e rizicultores entraram em acordo sobre o uso da água na temporada de verão, época coincidente com a elevação do consumo em Balneário Camboriú, por causa da temporada. Todos os anos eclode desentendimento e ações pouco ortodoxas de pressão, tanto sobre os agricultores quanto sobre a Emasa, responsável pelo abastecimento de água. É que o rio é desviado e seu fluxo normal é interrompido para garantir a irrigação dos arrozais, causando redução no volume de água que deva chegar à Estação de Recalque. Na última temporada, com uso de medidas legais, a Emasa destruiu as barragens de contenção erguidas pelos rizicultores, ampliando a polêmica de todos os anos. O entendimento legal é que a prioridade número um do consumo de água é o humano. E tudo piora quando há estiagem e o rio baixa demais. 

A conclusão a que chegaram de comum acordo é que os rizicultores poderão captar água para irrigação até o dia 22 de dezembro, garantindo o cultivo do arroz. Depois disso, o uso fica exclusivo para o abastecimento.

Entendimento é sempre bom, mas se houver estiagem a situação permanecerá complicada, mesmo sem a pressão da temporada. Terão que pensar nisso.