Deputadas estaduais de SC: só 16 em quase dois séculos

Até gostaria de mostrar os nomes e currículos das deputadas estaduais eleitas ao longo da história para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Uma galeria se instalou na homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, mostrando as 16 mulheres que passaram pelo parlamento. Quem visitar a Assembleia até o dia 31 de março conhecerá cada uma. Quem, porém, acompanhar ou quiser saber pelo noticiário da Assembleia, não conseguirá. A notícia foi relatada superficialmente, contendo apenas o fato em si, sem detalhar. Sem mostrar os nomes, enfim. Apenas, fortuitamente, a galeria criada. De longe. Vasculhei o que deu no site da Assembleia e nada encontrei de registros neste sentido. Nada.

Lamentei, por gostaria de dar destaque devido. Acabei me atendo a um detalhe: desde 1891, na Constituinte, foram 19 legislaturas e, nelas todas, apenas 16 mulheres ocuparam cadeiras na Assembleia Legislativa. São 129 anos passados. É um número estonteante, ao menos pra mim. Isto dá 1,18 mulheres por legislatura ou período de quatro anos. Não se contam aqui as assembleias provinciais, desde 1835, mas apenas os registros posteriores. Fosse o caso, o diferencial iria muito adiante e os números relativos cairiam a volumes ridículos de representação feminina, pois antes de 1935, nenhuma mulher participou de assembleias - provinciais ou republicanas. Nenhuma.

A primeira deputada eleita no Estado foi a professora Antonieta de Barros, em 1935, ficando até 1937, como constituinte. Depois, assumiu de 1947 a 1951, aí como suplente convocada. Não só a primeira de SC, mas a primeira do Brasil. Mulher e negra. Negra e mulher. Condições ainda hoje objeto de forte preconceito. Imagine-se naquele tempo. Foi uma superação de tanto.

Sei lá se estou ficando gagá ou criador de caso, mas acho que, numa ocasião dessa, o jornalismo oficial deveria ter amplitude e profundidade na amostragem dos fatos, até para valorizar bem as mulheres - e, sim, colocar aspectos sobre cada uma das 16, já que são tão poucas. Algo como as circunstâncias de suas eleições, quem sabe os votos recebidos, quantos mandatos, épocas. Coisas assim, simples demais.

Fiquei curioso, porque quis aprofundar o assunto e acabei ficando com esta mágoa represada.