Querem tornar o Código de Trânsito menos rigoroso em alguns dispositivos

O PL 3267/19, do Poder Executivo, em tramitação na Câmara Federal, deve ser votado nesta semana. Ele faz diversas alterações no Código de Trânsito Brasileiro que podem torná-lo menos rigoroso. Em um de seus dispositivos, o projeto dobra a pontuação limite para suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O projeto prevê ainda apenas advertência por escrito para quem descumprir a regra que obriga o uso de cadeirinha para crianças com até sete anos e meio, no banco traseiro do veículo. Hoje, não utilizar cadeirinha é considerado infração gravíssima punida com multa.

Duas observações: a primeira sobre o relaxamento do rigor. Se com todo o rigor já estamos com esses índices acidentários e de mortes, imagine-se com menor rigor.

A outra observação é justamente ao contrário, num choque de opinião aqui mesmo: relaxar ou não relaxar dá na mesma. Afinal, o brasileiro não cumpre mesmo, até que acontece com ele. Aí exige providências e rigores. É da índole, do DNA nacional.

Fonte: Agência Câmara