Maioria de moradores de rua se nega a receber auxílio do Resgate Social em Balneário Camboriú

No sábado (13), a Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, em parceria com a Polícia Militar, realizou a segunda fase da Operação Choque de Ordem. Foram feitas 60 abordagens, sendo que destas nove foram encaminhadas à Casa de Passagem do Migrante. O restante não aceitou auxílio do Resgate Social.

Na ação, a Polícia Militar vistoriou os moradores de rua e apreendeu cachimbos, instrumentos cortantes, bombril e drogas. A operação tem o intuito de controlar o fluxo migratório e aglomeração de pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social nas vias de Balneário Camboriú, buscando dar novas oportunidades aos cidadãos que, independente do motivo, acabaram indo para as ruas, além de prestar auxílio e assistência.

Os moradores também podem solicitar abrigo na Casa de Passagem, indo até o local localizado na BR-101, km 130 – Bairro Várzea do Ranchinho, ou na Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social. Para entrar em contato com o plantão do Resgate Social o número é (47) 98839 - 7075 ou pela central no 156.