Dilma, simplória e cínica

As declarações da presidente Dilma, afirmando que "quem aprova a CPMF é o Congresso, não o governo", ultrapassa todas as barreiras de cinismo desavergonhado. Além de ser uma notória burrice: ao tentar tirar a bomba do seu colo e jogar no colo dos deputados e senadores, acaba de cavar a sepultura da  CPMF. Se os ilustres parlamentares tiverem brios e vergonha na cara - coisa que, convenhamos, não está muito em moda. Em todo caso...