Nome do PR acredita em duas candidaturas a prefeito

Uma conversa com Carlos Humberto Metzner Silva, pré-candidato a prefeito pelo PR de Balneário Camboriú.

As teses do jovem político se baseiam nas suas crenças segundo as quais a eleição se dará entre dois candidatos – situação e oposição. Em princípio ele poderá ser um desses candidatos, embora admita negociações até a hora das definições. O outro candidato seria aquele indicado ou apoiado pelo prefeito Edson Piriquito, representando a situação.

Entre suas hipóteses estão as possibilidades de PSDB e PSB estarem juntos e o PR concorrer com o apoio do PSD do governador Raimundo Colombo. Até porque, a rigor, o PSD não cogitou, até o momento, nenhum nome para concorrer.

Para Carlos Humberto, a eleição se baseará, dentro de seus parâmetros de força, nas nominatas de vereadores. As mais consistentes, numerosas e com candidatos capazes de arregimentar um volume de votos significativo, simbolizarão o primeiro elemento de empatia do eleitorado em favor do candidato majoritário, afirmou.

O pré-candidato do PR argumenta que as negociações irão longe, ainda, e nenhuma conversa está descartada, com poucas exceções. O quadro, por enquanto, é frágil do ponto de vista de definições e por isso cada um dos partidos deve tentar buscar apoios e gerar condições dos seus candidatos criarem, no meio do eleitorado, a empatia favorável para a eleição.

Perguntado da razão pela qual o PR participou das reuniões dos partidos de oposição, com a finalidade anunciada de traçar estratégias e demonstrar princípios únicos de mudança, mas não assinou a carta pública veiculada logo depois, afirmou que o motivo foi que carta continha críticas contundentes à administração e o PR não tem a proposta do confronto – embora vá se basear num discurso de oposição, porém propositivo, apontando, isto sim, alternativas de projetos e ações.

Finalmente, ele acha que o eleitorado terá a oportunidade de renovar e esta deve ser a tônica da campanha.