Assuntos delicados da campanha

Estrada da Rainha; mobilidade urbana; orçamento e finanças; passarela da Barra; saneamento, só para citar alguns exemplos mais flagrantes. 

Quando algum candidato de oposição (os candidatos da situação já estão na berlinda e, por incrível que isso possa parecer, não ficarão nada constrangidos de abordar e defender o que se fez. São alvos permanentes; mas os outros...) abordar qualquer desses assuntos com o sentido crítico ou ofensivo, terá ao seu lado alguém da coligação montada que ficará com cara de tacho e não terá como endossar. Pelo contrário, terá muitas razões para discordar, mas terá de engolir.

Campanha vai ser esquisita.

===

(Não vou explicar ou entrar em minúcias. Se alguém precisar que eu explique, tá mais por fora do que umbigo de vedete ou não sabe ler nas entrelinhas, a chamada ironia do não-dito)