Juliethe Nitz detona: sessões da Câmara são verdadeiras torturas

Recado detalhado, extremamente explícito e direto, da vereadora Juliethe Nitz, incomodada com o ritmo e os espaços concedidos aos vereadores nos debates da Câmara Municipal. Segundo ela, as coisas, como estão, se constituem em uma verdadeira "sessão de tortura" tanto para vereadores (ao menos os mais práticos) e mais ainda para quem queira assistir in loco ou acompanhar pela TV Câmara.

A vereadora foi assombrosa e ineditamente sincera ao expor seu ponto de vista e sua sugestão, afinal derrotada, de mudar o sistema de discussão para torná-lo mais atrativo.

Diz ela no seu perfil do Facebook:

Olá amigos, hoje venho através desta rede social, apenas fazer um pequeno desabafo para vocês:

Estou cumprindo meu mandato desde o dia 1º de janeiro de 2017, venho ao menos tentando exercê-lo da melhor forma possível, sempre apresentando proposições positivas para o bem de toda a comunidade de nossa cidade.

Entretanto, algo vêm me incomodando muito nas reuniões ordinárias que acontecem todas terças e quartas-feiras a partir das 18:30 horas.

Vou tentar pontuar e explicar para vocês o que acontece. As reuniões são divididas em 02 (duas) partes: do Expediente e da Ordem do dia.

A parte do expediente destina-se a leitura da ata da reunião anterior; apresentação de proposições à Mesa Diretora; leitura de documentos oficiais endereçados à Câmara e para o “famoso” Tema livre, para então, somente após todos esses procedimentos irmos para a Ordem do dia, onde efetivamente serão discutidos e votados os projetos em tramitação na Câmara.

Pois bem, a parte do expediente, onde está incluído o tema livre, simplesmente virou uma sessão de tortura para quem acompanha, pois está tendo duração de quase 02 horas, onde vejo apenas vereadores expondo egos, bem como brigas e discussões político-partidárias, sendo que o tema livre tornou-se totalmente desinteressante para a comunidade em geral.

O que vêm me incomodando é o seguinte: muitas vezes, as pessoas vêm para a Câmara de Vereadores acompanhar a discussão de Projetos que são de seus interesses particulares ou da sociedade em geral, e como as reuniões são anunciadas para as 18:30 horas, estas pessoas acabam sendo obrigadas a ficar assistindo o tema livre com todas as características que citei acima e que não interessam para ninguém da sociedade, desistindo assim de ali permanecerem e por consequência não acompanhando as discussões e votações dos projetos, real motivo de suas vindas para as instalações da Câmara.

Eu, por achar isso um total desrespeito aos cidadãos que dirigem-se a esta CASA DAS LEIS, sugeri aos demais vereadores, a alteração do Regimento Interno da Câmara, deixando que a parte do expediente (os blá-blá-blás), fosse realizada entre as 16:30 e 18:30 horas e a partir desse horário, ai sim seria a realização da Ordem do dia com a real e efetiva DISCUSSÃO E VOTAÇÃO DOS PROJETOS E DEMAIS INTERESSES DA SOCIEDADE EM GERAL, ou seja, mantendo-se a Ordem do dia fora do horário comercial, permitindo assim que qualquer cidadão pudesse vir e acompanhar os trabalhos ali realizados.

Infelizmente, poucos vereadores concordaram com minha sugestão, sendo que a maior parte dos vereadores ou se omitiu, ou foi contra, e detectei que a razão disso, foi o “famoso” tema livre não poder ser transmitido ao vivo pela TV Câmara, posto o sinal desta, somente está liberado a partir das 18:30 horas. Ora, infelizmente a audiência das sessões pela TV Câmara é mínima, quase inexpressiva, mas ao ver de muitos vereadores, é preferível desrespeitar os cidadãos com sessões de “torturas” na parte do tema livre, do que deixar de aparecer ao vivo na TV Câmara para meia dúzia de pessoas, permitindo assim que as reuniões acabem várias vezes terminando às 23:00 horas ou mais, e isso com 01 ou 02 projetos de lei para discussão e votação, só estou imaginando quando a pauta tiver 10 projetos ou mais.

Desculpem-me o desabafo, mas precisava expor isso para meus amigos, eleitores e a sociedade em geral a qual tenho profundo respeito.

Vou continuar lutando para que as reuniões sejam mais céleres, práticas e positivas para nossa comunidade.

---

DEZ COM MUITAS ESTRELINHAS PARA A VEREADORA. MATOU EM CIMA.