Guerra entre polícias era só o que nos faltava...

O pior dos cenários está criado e sendo estimulado de fora para dentro e de dentro para fora: uma verdadeira guerra entre as polícias Civil e Militar e a Secretaria de Segurança de BC, leia-se Guarda Municipal Armada. Os últimos acontecimentos resultaram num mandado de busca e apreensão nas casas de policiais e no próprio quartel do 12º BPM. E na prisão dos policiais militares!!

Referências "legais" demonstraram desconfianças na ação de policiais ao abordar um suspeito de homicídio e envolvido em várias ocorrências, afirmando-se ter confessado sob tortura física e psicológica. De fato, há uma facilidade enorme em desconfiar de ações policiais e não há qualquer preocupação em desconfiar das ações de bandidos.

As abordagens podem até ter sido exacerbadas do ponto de vista legal e ético - e é condenável, pois se isto prevalecer, viramos um estado totalitário e fora de ordem. Isto, porém, não elimina a possibilidade de exageros também no julgamento antecipado dos fatos, como está ocorrendo nas divulgações pela mídia do episódio. Os policiais já estão condenados e, na prática, os suspeitos do crime estão quase inocentados.

Que se punam os policiais por suas atitudes impensadas e eventualmente erradas. E punam severamente. Até para servir de exemplo. Mas permitir-se, como parece estarem permitindo a quase isenção de uma ocorrência criminosa grave (que saiu de foco como elemento importante do caso), é ir muito além do razoável.

Tudo virou um mau espetáculo de guerra de egos e conflitos de competências. A Polícia Civil, pelas declarações, acha inconstitucional a PM investigar. Mas acha perfeito juntar às suas investigações a Guarda Municipal, sem que exista qualquer elemento legal e formal para isto.

Os danos claros vão para a conta da sociedade, que está exposta todos os dias - inclusive por falta de efetivo e de efetivas ações preventivas e ostensivas. Seria ótimo se este vigor todo, se este legalismo todo, se este aparato todo, se este ego todo, se esta pretensão toda, este orgulho todo, esta vaidade toda fossem usados para combater bandidos.