Orçamento municipal 2018 é deficitário

A audiência pública para discutir a LOA (Lei Orçamentária Anual de 2018), realizada na Câmara Municipal na tarde desta quarta-feira, conduziu a um raciocínio levantado pelo vereador Bola, do PSDB: o horário é indevido e inibe a presença de público, por ser inconveniente à participação de quem trabalha. 

A estimativa de receitas do município para 2018 gira em torno de R$ 858 milhões, com as despesas chegando a R$ 890,5 milhões, portanto um déficit de R$ 32,5 milhões.

O Projeto da Lei Orçamentária Anual será encaminhado à Câmara até o final de outubro, e deve ser aprovado até o dia 15 de dezembro.

A discussão se manteve numa linha de que será impossível sair do déficit apontado sem corrigir valores de impostos e, paralelamente, reduzir despesas. Governistas negam a possibilidade de aumentar tributos, mas os oposicionistas insistem que isso ocorrerá, fatalmente. Por lei ou por decreto, mais dia, menos dia - ou o orçamento não sairá do vermelho.

Agora parece ter chegado o momento de se mostrar eficiência de gestão.