Segurança e saúde, prioridades de Moreira

Com foco na segurança e na saúde, o vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira (MDB) assumiu a chefia do governo estadual.

Pinho Moreira deve permanecer na função até 31 de dezembro, mas só assumirá o comando do Estado em caráter definitivo em abril, quando Colombo renunciará ao cargo para disputar as eleições deste ano. Até lá, o vice segue como governador em exercício.

Em meio a vários agradecimentos, Moreira disse que seu governo definiu como prioridades a saúde e a segurança pública. Para isso, ele pretende fazer um acompanhamento diuturno nos hospitais administrados pela Secretaria de Estado da Saúde, além de lançar mão de ações para combater os índices de violência que têm crescido nos últimos tempos.

“Será um governo breve em duração, mas de importantes decisões, por isso é essencial escolher bem as prioridPinho Moreira demonstrou preocupação com os gastos com folha de pagamento, que estão próximos do limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Por isso, comentou, durante o discurso, sobre a necessidade de redução da máquina pública.ades”, disse o governador em exercício. “Será um governo técnico e eficiente, algo que é fundamental nesse momento. Por isso vamos trabalhar para reduzir gastos correntes.”

Futuro
Raimundo Colombo se ausentará do país por 10 dias para fazer um curso na Espanha. Conforme o cerimonial da Casa Miltar do Governo do Estado, ele embarca ainda na noite desta sexta.

Pinho Moreira prossegue como governador em exercício até a renúncia de Colombo, que deve ocorrer até 7 de abril, conforme estabelece o calendário eleitoral. Assim que decidir deixar o governo em definitivo, Colombo deve entregar sua carta de renúncia ao presidente da Assembleia Legislativa, que dará posse a Pinho Moreira em sessão solene a ser realizada no Palácio Barriga Verde, em data e horário a serem definidos.

Comentário:

Desde o início dos tempos as prioridades anunciadas por governantes são sempre as mesmas. E a gente sempre guarda expectativa de cumprimento. Com um acúmulo de decepções sucessivas. Veremos desta vez.