Rixa entre vereadores: caso não envolve o poder

Ao tentar estigmatizar o triste episódio da agressão a vereadores e funcionários dentro da Câmara, naquele caso envolvendo o vereador Elizeu Pereira e a vereadora Juliethe Nitz, a Câmara pisou na bola: como instituição, entrou na Justiça pedindo condenação do agressor, proibindo-o de acessar as dependências do Legislativo.

A juíza Adriana Lisboa negou, afirmando que não se tratava de caso envolvendo o poder, mas pessoas particulares, por razões particulares e sugeriu encaminhamentona área policial e criminal. Os autores pediam tutela antecipada, afinal negada. 

Detalhes do argumento usado pela juíza para negar estão na imagem anexa.