Uma vergonha central

Ininteligível corrigir uma das passagens ou praças elevadas principais da cidade, a saída da Rua 501, no cruzamento da Brasil e ao lado do Atlântico Shopping, fazer até um trabalho bem feito, apesar de tantas críticas indevidas ou até devidas e deixar, logo ao lado, cinquenta metros à frente, no cruzamento da Alvin Bauer com a mesma Brasil, outra passagem elevada em petição de miséria, uma vergonha. Por que não fizeram ao mesmo tempo, com os mesmos contratempos, as mesmas críticas? De qualquer maneira, terão que fazer e já é tempo. O estado de conservação é lastimável. Feio. Inestético. 

Noutros tempos, governo passado, gente do governo atual costumava detratar essas coisas como indevidas e objetos de incompetência pura. Tudo seria muito fácil e rápido de resolver. Quando vemos isso agora, ficamos na dúvida razoável de que ou mentiam lá ou mentem cá. Afinal, parecia tão fácil, mas está se provando que não é.

Minha gente amiga, vamos adiante, vamos fazer. É tempo. Ou estão esperando o próximo feriadão ou a próxima temporada?

Ah, sim: explicação devem ser dadas pro leiteiro. Depois de tanto tempo não há explicações aceitáveis para isso.