Governador entrega LAP da faixa de areia

Foi solene e concorrida a entrega da LAP (Licença Ambiental Prévia) pelo governo do Estado, para o alargamento da faixa de areia de Balneário Camboriú. Presença forte: ministro do Turismo Vinicius Lummertz da Silva, governador Eduardo Pinho Moreira, deputados federais, prefeito e vice, vereadores e empresariado.

A licença ambiental prévia é o primeiro passo prática, mas os dois mais difíceis vêm depois: LAI e LAO (Licença Ambiental de Instalação e Licença Ambiental de Operação). Para a primeira consumiram-se 16 meses. As duas serão outro tanto, se não mais. Ou seja, não esperem nada da obra antes de 2020 ou 2021 e olhe lá. Se tudo correr sem o menor deslize e sem eventuais contestações judiciais.

O governador foi enfático ao discorrer sobre a importância turística de Balneário Camboriú no cenário catarinense e brasileiro e solicitou ao ministro o empenho máximo para a liberação dos R$ 16 milhões restantes para completar o Centro de Eventos.

Pareceu uma contradição. Solicitar meros R$ 16 milhões, emperrados em Brasília sabe-se lá por que e esperar que R$ 200 milhões para o alargamento da areia fluam com a ansiada velocidade. De qualquer forma, o desiderato está à mesa.

Pinho Moreira afirmou, novamente, ter como metas principais na sua gestão resolver as deficiências da saúde e da segurança, pilares para o desenvolvimento neste momento. Sem contar o enxugamento da máquina, coisa que ele já iniciou pra valer.

Marcamos uma conversa na Casa d’Agronômica dia desses, dependendo da agenda do governador. O papo foi por uma amizade de mais de 30 anos, desde quando ele foi deputado federal e prefeito de Criciúma, na década de 80/90. E então vamos conferir a sua agenda para a nossa região.