Pequenos partidos se unem contra grandes

HISTÓRIA

Em 4 de junho de 1992, líderes de 180 nações iniciam a ECO 92, no Rio de Janeiro. Esta conferência teve grande importância histórica ao chamar a atenção da opinião pública mundial, pela primeira vez, para as ligações entre os problemas ambientais do planeta, as condições econômicas e a justiça social.

1830 - Morre assassinado Antonio José de Sucre, herói da independência hispano-americana.

1925 - Morre Camille Flammarion, astrônomo francês.

1941 - Morre Guilherme II, último imperador da Alemanha.

1943 - O Grupo de Oficiais Unidos, fundado pelo coronel Juan Domingo Perón, comanda um golpe de Estado na Argentina que derruba o presidente Ramón Castillo.

1944 - Segunda Guerra Mundial: entrada dos aliados em Roma.

DATAS COMEMORATIVAS – 04 DE JUNHO

Dia Mundial das Crianças Vítimas de Agressão

FAMOSOS NASCIDOS NO DIA 04 DE JUNHO

1729 - Cláudio Manuel da Costa, poeta, envolveu-se na Inconfidência Mineira.

1898 - Lampião (Virgulino Ferreira da Silva), cangaceiro.

1932 - John Drew Barrymore, ator norte-americano.

1936 - Oduvaldo Vianna Filho, teatrólogo.

1928 - Antônio Ermírio de Moraes, empresário brasileiro.

1937 - Hugo Carvana, ator.

1944 - Michelle Philips, cantora do "The Mamas and the Papas".

1963 - Milton Guedes, músico, saxofonista e compositor brasileiro.

1975 - Angelina Jolie, estrela do cinema mundial.

OS ANIVERSARIANTES DE HOJE - PRÓXIMOS DE NÓS

Iriones Maria Pedrini - 55 anos

Juliana Brito - 32 anos

Cris Andrade - 38 anos

Lucas Slongo - 24 anos

Rosemary Ceolin

Juliano Costa - 36 anos

Adilson Zanette - 47 anos

Rita De Cassia Damiani Neves - 62 anos

Alexssandro Silva - 40 anos

OS FATOS ANOTADOS

Centrão avança e reduz peso de partidos maiores

Cai a fatia de MDB, PT, PSDB e PP no total de filiados a legendas. Com pulverização de siglas, há mais apetite por cargos. A participação dos quatro maiores partidos do país no número total de filiados caiu 17% desde 2002, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). MDB, PT, PSDB e PP têm, juntos, 41% da fatia de eleitores que estão associados a alguma legenda. Essas siglas perderam espaço para as legendas que surgiram entre 2002 e 2018, como PRB, PSD, PROS e Solidariedade. A queda de influência também aconteceu na Câmara dos Deputados, abrindo caminho para o fortalecimento de partidos do centrão, em um cenário que pode dificultar a governabilidade do próximo presidente da República.

Receita de sindicatos cai 88% após reforma trabalhista

Dados do Ministério do Trabalho e Emprego mostram que após a entrada em vigor da reforma trabalhista, que acabou com o imposto sindical, as entidades viram sua receita despencar 88% nos quatro primeiros meses do ano. Apenas em abril, o volume total arrecadado pelas associações que representam trabalhadores foi de R$ 102,5 milhões – queda de 90% em relação ao mesmo mês de 2017. Enxutos, os sindicatos agora querem se mostrar mais atuantes junto aos trabalhadores. Eles tentam compensar parte da queda de receita com a conquista de novos associados e cortam despesas. Com a nova legislação, em vigor desde novembro, a cessão obrigatória do equivalente a um dia de trabalho destinada a sindicatos, centrais e federações foi extinta. A contribuição ainda existe, mas agora é voluntária e a empresa só pode fazer o desconto com autorização por escrito do funcionário.

Candidatos não revelam planos para impostos

A greve dos caminhoneiros levou o tema da reforma tributária para o centro das campanhas à Presidência. Na busca de se mostrar capazes de resolver algo tão complexo sem perder votos, os pré-candidatos prometem soluções que não incluem alta de impostos, mas evitam detalhar suas propostas.

Congresso não vê opção para reduzir preço de combustível

Encerrada a paralisação de caminhoneiros e normalizado o abastecimento de combustíveis, o comando do Congresso não vislumbra cenário de queda de preços de gasolina, etanol e gás de cozinha para consumidores. Para os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a margem de manobra orçamentária é muito pequena. Além disso, eles lembram que o governo se depara com travas da Lei de Responsabilidade Fiscal e do teto constitucional de gastos. Maia considera que a única política a ser feita no momento é o uso de impostos flutuantes, que seriam reduzidos no caso de alta do valor do petróleo. A providência suaviza oscilações de preço dos combustíveis, mas não reduz seu patamar. Essa medida ganha força no Ministério de Minas e Energia. Está prevista para hoje uma reunião de representantes da pasta com técnicos da Fazenda e da Agência Nacional de Petróleo para aprofundar a discussão. O governo ainda discute mecanismo para compensar a Petrobras.

Bandidagem ataca em Minas

Quinze ônibus do sistema público de nove municípios de Minas Gerais foram incendiados nos últimos dois dias, segundo a Polícia Militar (PM) do estado. Além de Belo Horizonte, onde ataques ocorreram na madrugada de hoje (4), Alfenas, Guaxupé, Itajubá, Pouso Alegre, Santa Luzia, Uberaba e Uberlândia também registraram casos desde a tarde deste domingo (3). Na cidade de Passos, a 350 quilômetros da capital, dois homens atearam fogo a um prédio desocupado, por volta das 20h de ontem.
A série de ataques teve início em Uberlândia, no bairro Morumbi, onde um grupo de homens incendiou um coletivo, às 15h. Uma hora depois, em Uberaba, no bairro Jardim Primavera, cinco encapuzados incendiaram outro veículo.
Em Belo Horizonte e Santa Luzia, região metropolitana da capital mineira, três incêndios foram registrados às 22h desse domingo. Mais dois ataques aconteceram hoje; um no começo da madrugada e outro às 4h. Eles ocorreram nos bairros de Alto dos Pinheiros e no Santa Mônica e foram rapidamente controlados, causando poucos estragos aos veículos, informou a polícia.

Vinte municípios com novos prefeitos

Vinte municípios de nove estados (SP, CE, RJ, BA, RS, RO, MG, RN e GO) voltaram às urnas ontem (3) para eleger um novo prefeito, depois que os primeiros colocados nas eleições de 2016 perderam seus mandatos em decorrência de decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todos os candidatos eleitos devem ficar no cargo até o fim de 2020.

Ceará

No Ceará, onde quatro cidades tiveram eleições suplementares no domingo. Foi eleito para prefeito de Santana do Cariri o candidato Pedro Henrique (MDB), com 50,08% dos votos (5.004), apenas 15 à frente de Vicente Brilhante (PDT), com 49,92% (4.989). A cidade tem menos de 200 mil eleitores e por isso não haverá segundo turno.

Já em Frecheirinha, Helton Luís (PDT) foi eleito com 100% dos votos válidos (4.934). Isso ocorreu porque a segunda colocada, Silvia Lúcia Aguiar Araújo, teve o registro de candidatura indeferido e ainda recorre da decisão, razão pela qual seus votos são considerados, por ora, nulos.

Em Tinguá, venceu Dr. Jaydson (PTB), com 53,23% dos votos (22.203). Em segundo lugar ficou Dr. Luiz (PSD), com 45,82% (19.114).

No município de Umari, foi eleita Neide (PSD), com 59,9% (2.739), à frente de Paula Viana (PHS), que obteve 43,10% dos votos válidos (2.075).

São Paulo

Em São Paulo, três municípios elegeram novos prefeitos. Em Bariri, Neto Leoni foi eleito com 56% dos votos (8.576), à frente de Airton Pegoraro (MDB), que recebeu 44% (6.739).

Em Pirapora do Bom Jesus, o candidato Gregório (MDB) venceu com 42,22% (3.861). Em segundo lugar ficou Andrea Bueno (PSDB), com 39,49% (3.611).

No município de Turmalina, Alex Ribeiro foi o vencedor com 51,22% dos votos (838). O segundo colocado foi Aparecido de Souza (PSDB), com 48,78% (798).

Minas Gerais

Em Ipatinga, cidade que fica na região conhecida como Vale do Aço, foi eleito como novo prefeito o candidato Nardyello Rocha (MDB), com 36,33% dos votos (34.697). O segundo colocado, Daniel Cristiano (PCB), obteve 20,22% (19.316).

Na região do Valo do Rio Doce, Guanhães elegeu Dorinha da Farmácia (PDT), com 40,54% dos votos (5.926). Guidinho (PHS) ficou em segundo lugar, com 23,26% (3.400).

Em Pocrane, foi eleito Eduardo José Macedo (PTB), com 55,61% (2.896), à frente de Ederson Domingos Dionis (PSB), com 44,39% (2.312).

Rio Grande do Norte

Na cidade de Galinhos, Irmão Naldo (PR) foi o vencedor, obtendo 62% dos votos (1.302).

Em Parazinho, Carlinho de Veri (PMN) ganhou a disputa com 58,3% (2.208).

No município de João Câmara, Manoel (DEM) vai comandar a prefeitura, após obter 56,3% (10.390) dos votos.

Já em São José do Campestre, Nenem Borges (MDB) foi eleito com 50,7% dos votos (3.949).

Em Pedro Avelino, Alexandre Sobrinho (MDB) foi o vencedor, com 52,58% (2.888).

Goiás

Os eleitores de Niquelândia, em Goiás, elegerem Fernando Carneiro (PSD) como prefeito. Ele recebeu 71,31% dos votos (12.598), contra 17,89% (3.161) do segundo colocado, Denguinho (PSDC).

Bahia

Em Jeremoabo, cidade próxima a Paulo Afonso, o candidato Deri do Paloma (PP) foi eleito com 55,23% do votos (11.411). O segundo colocado, Antônio Chaves (PSD), recebeu 44,77% (9.275).

Rio Grande do Sul

Na Serra Gaúcha, os eleitores de Bom Jesus escolheram Diogo Grazziotin (PP) como prefeito, dando a ele 49,32% dos votos (3146). O segundo colocado foi Diogo Kramer (PDT), com 43,69% (2.787).

Rondônia

Em Vilhena, o candidato eleito foi Eduardo Japonês (PV), com 100% dos votos válidos (21.520), já que os 15.933 dados à segunda colocada, Rosani Donadon (MDB), foram computados como nulos depois de ela ter o registro de candidatura indeferido. Rosani recorre da decisão.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, a cidade de Teresópolis realizou eleição suplementar. O novo prefeito, Vinicius Claussen (PPS), foi eleito com 36,58% dos votos (23.500), apenas 22 votos à frente do segundo colocado, Dr. Luiz Ribeiro (MDB), que recebeu 36,55% (23.478).