Prefeitos e diretórios do MDB em SC declaram apoio a Bolsonaro

A convite do deputado federal Rogério Peninha Mendonça, 34 prefeitos e vice-prefeitos, 25 presidentes municipais e seis coordenadores regionais do MDB assinaram documento que formaliza uma “Aliança Suprapartidária em apoio a Jair Bolsonaro”. O ato foi realizado na tarde desta quinta-feira (27), na cidade de Ibirama, no Alto Vale do Itajaí.

Por telefone, Bolsonaro agradeceu Peninha pela mobilização e acrescentou: “Eu só não aceito apoio de quem está envolvido em denúncias de corrupção ou citado em delação premiada na Operação Lava Jato”. A declaração foi interpretada como uma reação à aproximação oportunista do candidato ao governo de Santa Catarina pelo PSD, que já havia flertado com presidenciáveis de outros partidos.



Na reunião em Ibirama, Jorginho Mello (PR) - candidato ao Senado na coligação de Mauro Mariani - também declarou apoio ao capitão. Outro a abrir voto em favor de Bolsonaro foi o deputado federal Valdir Colatto (MDB), candidato à reeleição.

O candidato a governador pelo MDB, Mauro Mariani, parabenizou a organização do evento, mas preferiu não declarar voto em Bolsonaro no primeiro turno. Disse que respeita a coligação estadual, que possui duas candidaturas - a de Geraldo Alckmin (PSDB) e Henrique Meirelles (MDB) - mas sinalizou positivamente ao falar de Bolsonaro no segundo turno. “Este documento assinado pelos prefeitos, vice-prefeitos e lideranças emedebistas será levado em consideração”, adiantou. E concluiu: “Tudo leva a crer que no segundo turno teremos que optar entre dois caminhos, e um deles nos remete a um passado de muito atraso e corrupção”.