O puxão de orelhas da Autopista sobre a ponte

Nota oficial da Emasa sobre a ponte da Marginal Leste, motivo de críticas da Autopista, que alegou leniência da empresa em relação às providências necessárias para viabilizar a sua implantação:

A Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) informa que está com projeto e documentação encaminhados para dar início às obras de remanejamento da adutora de água e da retirada da subestação de energia da estação elevatória de esgoto localizada na Rua 3700.

No momento, a EMASA aguarda a aprovação do projeto de viabilidade enviado às Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) para dar início ao processo de licitação para a construção da nova subestação.

Isso não inviabiliza, porém, o início da obra da ponte pela Autopista Litoral Sul, pois a concessionária começará a obra pela margem sul do rio, e as interferências da Autarquia Municipal são do lado norte.

A atual gestão da EMASA está tomando todas as providências para o atendimento das adequações necessárias, inclusive a equipe jurídica e técnica da Autarquia tem mantido contato constante com os técnicos e o jurídico da Autopista comprovando as medidas que já foram adotadas e articulando a antecipação dos prazos para dar celeridade a esse processo.

Nesta quinta-feira (01) será realizada uma reunião com técnicos da Autopista em que a EMASA reafirmará o compromisso com a execução das obras complementares necessárias à construção das pontes das marginais.

Douglas Costa Beber 
Diretor-geral da EMASA

===

A nota oficial não muda muito a ordem das coisas. Fato: há pelo menos três anos houve uma visita do pessoal da Autopista ao local e as medidas solicitadas foram anotadas e prometidas. Antes da posse do atual prefeito, diga-se a bem da verdade. Sem o remanejamento da adutora de água e sem a retirada da subestação de energia da estação elevatória de esgoto da Rua 3700, fica impossível construir a ponte - pois seus pilares ficarão exatamente ali. Isso ficou decidido lá atrás, mais de 72 meses passados. O que se fez nesse meio tempo em relação ao assunto, seria ótimo saber. Não alivia saber que a Autopista, é verdade, poderá executar a ponte do lado Oeste, pois resolve meio problema e não justifica a inaptidão da empresa em providenciar o que se solicitou há tanto tempo. Seria ótimo reconhecer que nada se fez a respeito nos últimos dois anos e, finalmente, fazer. Ficaria mais bonito.