Eleição da Mesa da Câmara: pareceu fácil, mas não foi

A eleição da Mesa da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, nesta quinta-feira, 20, transcorreu calma, mas exigiu uma tarde inteira de muitas confabulações e possibilidades. Os nomes de Omar Tomalih, Roberto Souza Júnior e mesmo de Nilson Probst foram cogitados, ante manobras que poderiam ter tido sucesso, porém esbarraram em matemáticas partidárias e políticas. 

Nilson foi instado a trabalhar o seu nome. Esbarrou nos limites de nove votos, número máximo possível de oposição. A partir daí, o próprio Nilson cogitou outras fórmulas. À última hora surgiu o nome de Gelson Rodrigues. Nem ele e nem Roberto Júnior eram aceitos pela maioria da base aliada e muito menos pelos vereadores de oposição. Então, fixaram-se no nome de Tomalih, a ponto de a oposição oferecer-lhe todos os votos - o que de dato ocorreu, exceção do PSDB, que deu dois votos ao nome de Bola Pereira, mantido pelo partido para marcar posição.

No momento da sessão, foram apresentados os nomes de Roberto Júnior, Joceli Nazari, Bola Pereira e Omar Tomalih. Os dois primeiros desistiram, Bola persistiu. 

Ao final, Tomalih conquistou 17 votos, incluindo os ferrenhos opositores do PP e do MDB. Ninguém sabe, mas deve ter havido alguns compromissos de participação na gestão da Câmara. Como de resto houve no tempo do próprio Nilson e no de Roberto. Aliás, um dos senões contra Roberto foi justamente de que ele não cumpriu acordos assumidos, ao contrário de Nilson. Acordos são naturais nesses casos, se não conspuscarem a lógica e a ética.

Prevaleceu uma orientação do prefeito e do vice, no caso da base aliada e o pragmatismo da oposição que, garantindo seus votos, se credencia a ser vigilante fiscalizadora dos atos da presidência. Com moral plena de exigir condições de atuação quando interesses legislativos gerarem conflitos.

A única disputa acirrada ocorreu na eleição da primeira secretaria, com dez votos destinados a Juliethe Nitz (PR) e nove a André Meirinho (PP).

A matéria oficial da assessoria de imprensa da Câmara, detalhe os fatos, para melhor compreensão:

Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú elegeu o presidente e a Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, em sessão extraordinária realizada na tarde desta quinta-feira (20).

Foram protocoladas quatro candidaturas à presidência, do vereador Aldemar Pereira/Bola (PSDB), do vereador Joceli Nazari (PPS), do vereador Omar Tomalih (PSB) e do vereador Roberto Souza Junior (MDB).

Antes do início da sessão, Joceli Nazari retirou sua candidatura, e, iniciada a sessão, mas antes do início da votação nominal, Roberto Souza Junior retirou a sua candidatura. Feita a votação nominal, restou eleito como presidente o vereador Omar Tomalih, com 17 votos, contra dois do vereador Aldemar Pereira/Bola (do próprio Bola e do vereador Moacir Schmidt-PSDB).

Para a vice-presidência, foram protocoladas as candidaturas dos vereadores Marcos Kurtz (MDB) e Roberto Souza Junior. Roberto Souza Junior também retirou sua candidatura, restando eleito, assim, pela proporcionalidade partidária, o vereador Marcos Kurtz.

A 1ª secretaria teve dois candidatos, o vereador André Meirinho (PP) e a vereadora Juliethe Nitz (PR). Feita a votação nominal, restou eleita Juliethe Nitz, com dez votos, contra nove de André Meirinho. Votaram em Juliethe Nitz os vereadores: Arlindo Cruz (MDB), Asinil Medeiros (PR), David La Barrica (PSB), Gelson Rodrigues (PSB), Juliethe Nitz, Moacir Schmidt, Omar Tomalih, Patrick Machado (PDT), Pedro Francez (PR) e Roberto Souza Junior. Votaram em André Meirinho os vereadores: Bola, André Meirinho, Elizeu Pereira (MDB), Joceli Nazari, Leonardo Piruka (PP), Lucas Gotardo (PSB), Marcelo Achutti (PP), Marcos Kurtz e Nilson Probst (MDB).

Em função da proporcionalidade partidária, André Meirinho ficou como 2º secretário, indicado pela bancada do PP.

Assim, a Mesa Diretora para o biênio 2019/2020 ficou composta pelo vereador Omar Tomalih, como presidente; pelo vereador Marcos Kurtz, como vice-presidente; pela vereadora Juliethe Nitz, como 1ª secretária; e pelo vereador André Meirinho, como 2º secretário. A nova composição será empossada no dia 1º de janeiro de 2019.