Notícias

Representantes da sociedade civil apelam por mais segurança em Balneário Camboriú

23/10/2021 - Segurança Pública

noticias

O movimento “Somos Todos BC”, representado por 13 entidades de classe de Balneário Camboriú, se reúne na próxima terça-feira (26.10) com o presidente da Câmara de Vereadores, Marcos Kurtz. O encontro é resultado de ofício encaminhado para várias autoridades, incluindo órgãos de segurança pública, onde o movimento alerta sobre o crescimento nos índices de criminalidade registrados na cidade. As entidades encaminharam, também, solicitação de agenda com o secretário municipal de Segurança Pública, Antônio Gabriel Castanheira. Ofício foi também enviado à prefeitura, à Polícia Militar e ao Instituto Geral de Perícias  (IGP).

No documento, o movimento “Somos Todos BC” relata sua preocupação com o 'grande aumento de desocupados nas ruas, significativo acréscimo na ocorrência de ilícitos praticados por meio de arrombamentos, furtos, roubos, uso e tráfico de drogas', e ressalta seus reflexos, traduzidos por insegurança à sociedade, turistas e atividades econômicas, causando prejuízos incalculáveis. Embora entenda que cada instituição e autoridade deva agir dentro do que é possível em suas competências, o movimento acredita que um amplo debate e união de esforços poderá trazer melhores resultados no combate à criminalidade, e se dispõe a colaborar com a busca de soluções ao problema.

O Sinduscon de Balneário Camboriú e Camboriú é uma das 13 entidades que integram o movimento, e seu presidente – engenheiro Nelson Nitz – comenta que vários fatores contribuem para o atual cenário no município. “Estamos enfrentando uma triste realidade em nosso País, que é a crise econômica provocada pela pandemia. Aliado a isso, em termos locais, o forte potencial econômico de Balneário Camboriú acaba sendo um fator de atração para elementos ligados ao crime. Temos convicção de que na união de esforços – tanto da sociedade organizada quanto das autoridades e das instituições ligadas à segurança pública - reside o caminho para transformarmos este cenário”, finaliza Nitz.

Integram o movimento as seguintes entidades:

Conselho Comunitário de Segurança e Cidadania – CONSEG
Associação de Bares e Restaurantes de Balneário Camboriú – ABRES BC
Associação dos Corretores de Imóveis de Balneário Camboriú – ACIBC
Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú – ACIBALC
Associação das Micro e Pequenas Empresas de Balneário Camboriú e Camboriú  - AMPE
Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau
Câmara de Dirigentes Lojistas de Balneário Camboriú – CDL
Observatório Social de Balneário Camboriú – OSBC
Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Balneário Camboriú – OAB/BC
Sindicato da Indústria da Construção de Balneário Camboriú e Camboriú – SINDUSCON
Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação, Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina – SECOVI
Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú e Região – SINDISOL
Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista – SINDILOJAS BC

==

A ação é oportuna porque, apesar da euforia de Balneário Camboriú ser considerada um bom lugar em termos de segurança pública, a presença de pessoas vindas de várias partes do estado e do país - andarilhos, a maior parte -, causa preocupação. Primeiro, porque chegam em volume grande. Segundo, porque boa parte deles têm fichas criminais, até alentadas e com mandados de prisão em aberto. Terceiro, abordados pelo Resgate Social, muitos rejeitam ser atendidos. Quarto, precisa-se saber a sua origem, ir até lá, via justiça ou qualquer outro meio de contato, cobrar a atenção das autoridades, sem que outras cidades, no caso Balneário Camboriú, tenha que assumir a responsabilidade de atendê-los ou tê-los nas ruas. Quinto, alguns são originários de famíias locais, por várias razões; precisa-se cobrar dessas famílias a proteção. Sexto, ocupam, na orla, os espaços de quiosques e tendas de churros e milho abandonados fora da temporada. E aí temos outra discussão: esses locais precisam ser desativados ou retirados, se não são fundamento de sustento de ano inteiro, mas apenas de temporada. Não justifica deixá-los ali, seja em relação à sua ocupação indevida, pela degradação e pela ingerência depreciativa no cenário da praia. Dá muita preguiça ter que falar isso sempre e não ver nenhuma ação positiva no sentido de resolver.

Outras Notícias

Sem averbação da execução no registro do imóvel, configuração de fraude em alienações sucessivas exige prova de má-fé

​Com base na jurisprudência da corte, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) definiu os critérios para que o...

Justiça atende MPF e determina ações contra poluição do Rio das Ostras, em Florianópolis

A Justiça atendeu aos pedidos do Ministério Público Federal (MPF) e determinou, liminarmente, que os órgãos ambient...

Santa Catarina é pioneira no Brasil em restrição de agrotóxico que causa mortandade de abelhas

Santa Catarina é o primeiro estado brasileiro a restringir o uso de fipronil, agrotóxico identificado como causador de mortandad...

PF deflagra operação de combate ao crime de moeda falsa em Santa Catarina

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (22/10) a operação “Mascada 2”, com o objetivo de combater a introdu&cc...

Vereadores e entidades reúnem com TCE sobre concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú

O presidente do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior, participou na tarde dest...

Formada comissão para analisar desestatização dos portos de Imbituba e São Francisco do Sul

Deputados formam Comissão Mista para analisar a desestatização dos portos de Imbituba e São Francisco do Sul. A proposta ...

Há seis meses, análises do IMA consideram Praia Central de Balneário Camboriú própria para banho

SEGUNDO OS BOLETINS MENSAIS E/OU SEMANAIS (CASO DA TEMPORADA) DE ANÁLISE DA BALNEABILIDADE DE TODA A PRAIA CENTRAL DE BALNEÁRIO CAMBORI&...

Balneário Camboriú e sua nova faixa de areia: a expectativa do day after

A verdadeira coleção de pais da criança se acumula a cada dia. Todos querem uma casquinha da obra de alargamento da faixa de arei...

Alargamento da faixa de areia de Balneário Camboriú

Acompanhe a obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú, em tempo real. Acesse no endereço a seg...

Câmara aprova municipalização de regras de proteção de rios em área urbana

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (26) projeto de lei que transfere para a legislação municipal as regras de prot...

icone-whatsapp 1

Corretor

  • Aderbal Machado
    Avenida Brasil, 2330, 51 - Centro - Balneário Camboriú / SC
    Creci: 41.059F

    Telefone: (47) 9-99822660 / Somente Whatsapp

    E-mail: aderbalmachado1944@yahoo.com.br

Contato

  •   Avenida Brasil, 2330, Balneário Camboriú

  •   Todos os dias

  •   Fale Conosco

www.aderbalmachado.com.br © 2021. Todos os direitos reservados.

Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias